Vestidos de daminha de honra: muito além do branco • Mãe de Adolescente

Acredite: dá para usar vestido de daminha de honra sem ser branco e fica maravilhoso!

Se tem uma coisa que enche o coração de uma mãe de orgulhinho, é ver a filha usando vestido de daminha de honra.

Apesar da maioria dos vestidos de daminha de honra serem brancos com pequenos detalhes em cores, apenas, dá para variar em cores e detalhes e arrasar.

E o melhor de tudo: só vai embelezar ainda mais o momento e as fotos.

Veja:

Bordados em cores
DAMINHA DE HONRA BRANCA

Sem fugir do clássico, este ainda é o queridinho: branco com detalhes em cores.

Neste modelo de vestido de daminha de honra, a renda francesa faz toda a diferença e traz o ar de requinte perfeito para a ocasião.

Tom sobre tom

Para quem quer ousar um pouco, mas sem fugir tanto do clássico, a sugestão são os tons sobre tons.

O vestido é todo em variações de tons de uma só cor, geralmente pastel.

Com muito glamour, esta escolha é a cara da elegância.

Clássico invertido

Esta opção é para quem gosta de luxo, pois o efeito fica simplesmente maravilhoso!

Ao invés de aplicações coloridas no branco, aqui vemos aplicações brancas no tecido colorido.

Quer ousar com luxo? Esta é a opção perfeita!

Cores quentes

Vermelho, azul, você escolhe a cor.

A opção que é a cara de todas as mães modernas e de bom gosto: vestido em cores quentes, todo da mesma cor.

A daminha de honra vai ficar linda e ainda por cima, se sentir super a vontade com um modelito desses.

Cores diferentes

Que tal ousar e escolher uma cor diferente das costumeiras?

Amarelo, verde? São cores que exprimem alegria e que trazem um colorido mágico para o momento.

E não há lugar melhor para isto do que no vestido da daminha de honra, não é mesmo?

Me tornei mãe aos 24 anos, um ano após ter perdido a minha mãe. Tudo ia bem, quando aos 29, fiquei viúva de forma trágica e me vi como mãe solo. Aos 33, conheci o meu atual marido e aos 35, minha filha (com 10 anos na época) sofreu um acidente num pula-pula que a deixou 7 meses em uma cadeira de rodas e com grandes chances de sequela. Após dois anos do acidente, resolvi criar o blog e aqui estamos, vivendo juntas a emoção da maternidade durante a fase da adolescência. Mas não só isto!

Comments

comments



Comments are closed.