Tirando passaporte e visto americano de adolescentes • Mãe de Adolescente

Aqui vão algumas dicas de como tirar passaporte e visto americano de adolescentes.

Com essa viagem para a Disney que a Gigi ganhou, tivemos que correr para saber como tirar passaporte e visto de adolescentes.

Apesar de poderem haver complicações, o que não foi o nosso caso, o processo é bem simples, no geral.

Vamos às nossas dicas, baseadas na nossa experiência.

Como tirar passaporte e visto para adolescentes:

Passaporte para adolescentes

Bom, no meu caso, eu nunca tirei passaporte, então não fazia a MÍNIMA ideia como fazer.

Procurei ajuda com amigas e em sites específicos, mas o que me ajudou mesmo foi quando cheguei à página da Polícia Federal dedicada a instruções do processo para tirar passaporte.

Lá, apesar de ser uma página pouco atraente, existem informações importantes do passo a passo e dos documentos, taxas, etc.

Para começar, é importante preencher o formulário com muita atenção e cuidado.

Feito isto, ele vai gerar um boleto que corresponde à taxa de emissão, que quando fizemos (Setembro de 2018) foi R$ 258,00.

Assim que a taxa for compensada, eles vão te enviar um email com um protocolo para que você possa agendar nos postos de passaporte da Polícia Federal e você escolhe o mais próximo de você ou do seu trabalho.

Chegando lá é bem simples. Você entrega os documentos e o formulário e preenche um protocolo.

Em poucos minutos eles chamam o adolescente para tirar a foto e as digitais, já marcam a data de retirada do documento e pronto.

É só voltar no dia marcado.

Visto para adolescentes

O visto já é um pouco mais chatinho para tirar e corre o risco de ser negado, então é importante tomar muito cuidado a cada detalhe.

Você preenche um formulário DS-160 (https://ceac.state.gov/genniv/) com muita atenção e cuidado, pois qualquer informação errada pode acarretar na negativa do seu visto.

Em seguida, você deve pagar a taxa (https://ais.usvisa-info.com/pt-BR/niv/information/fee) equivalente ao tipo de visto que você vai tirar. 

Por exemplo, visto de turista é categoria B.

Depois de compensada a taxa, com o número de protocolo (‘Nosso número’ no formulário DS-160), dados pessoais e o número do passaporte, você vai agendar a visita (http://brazil.usvisa-info.com) e a coleta de dados em dias diferentes.

O primeiro passo vai ser ir no dia agendado, em um dos CAVS para coleta de digitais e de fotos. E lá será somente isto.

O dia mais importante e que inspira cuidados, é o dia da entrevista no consulado. 

Neste dia, você precisa estar de posse de documentos que possam comprar renda dos pais (Imposto de Renda, comprovantes de renda, contrato social de empresa, holerites, comprovantes bancários dos últimos 3 meses, boletos dos cartões de crédito nos últimos 3 meses. Também é importante levar comprovantes de que o adolescente está matriculado na escola, estudando regularmente, comprovantes de residência e, se um dos pais forem falecidos, certidão de óbito, etc).

Entrevista com o cônsul

O que vestir

É importante ir bem vestida. De forma sóbria, adequada a causar boa impressão, limpa, arrumada.

Contudo, é bom evitar saltos, acessórios e outros, pois o processo de segurança é bem rígido e isto causa algum tipo de constrangimento e demora.

Horários

Chegue no seu horário marcado.

Nem mais cedo, pois eles não adiantam o seu atendimento. 

Nem mais tarde, pois eles podem barrar você por atraso.

A entrevista

Enquanto aguardávamos a vez da Gigi, ficamos observando outras entrevistas e dá um frio na barriga.

Primeiro, que são guiches onde o cônsul tem total visão de você da cabeça aos pés.

Segundo, que existem 3 tipos de cônsul:

  • o mal humorado, que vai arrumar todo tipo de coisa pra não te dar o visto
  • o bem humorado, que vai olhar pra você e te desejar boa viagem
  • o correto, que vai te fazer perguntas e pedir documentos pertinentes e avaliar conforme for adequado

No nosso caso, pegamos o bem humorado.

Ele nos deu oi, fez DUAS perguntas (A minha profissão e com quem ela ia viajar), uma piadoca sobre a Gi viajar pra comemorar os 15 anos, deu parabéns pelo visto aprovado e desejou boa viagem.

Visto aprovado da Gigi

Não usamos qualquer documento além do passaporte.

Mas pode ser que você precise, então esteja com todos os documentos e com o passaporte à mão.

Despachantes podem ser uma boa ideia

A grande vantagem de contratar um despachante é que ele vai te orientar, conferir os dados que valem a pena ser ditos e omitidos e também agendar tudo por você.

Além, claro, de te deixar muito mais segura de como agir na entrevista.

E vale a pena, porque não é tão caro quanto se pensa. O preço médio é de R$ 250,00 para que ele faça todo o processo por você e você só tenha que ir na hora da coleta e na entrevista.

Ah! Dica preciosa: nos CAVS só pode celular desligado e no consulado, NÃO PODE ENTRAR COM CELULAR NEM DESLIGADO.

Assim, você pode deixar os celulares num guarda-volumes em frente ou, se pagar o despachante, deixar no guarda-volumes dele sem pagar extras por isto.

No mais, boa sorte e boa viagem! ♥

Me tornei mãe aos 24 anos, um ano após ter perdido a minha mãe. Tudo ia bem, quando aos 29, fiquei viúva de forma trágica e me vi como mãe solo. Aos 33, conheci o meu atual marido e aos 35, minha filha (com 10 anos na época) sofreu um acidente num pula-pula que a deixou 7 meses em uma cadeira de rodas e com grandes chances de sequela. Após dois anos do acidente, resolvi criar o blog e aqui estamos, vivendo juntas a emoção da maternidade durante a fase da adolescência. Mas não só isto!

Comments

comments



Comments are closed.