Adolescente enfrenta pais anti-vacina para se imunizar | Mãe de Adolescente

Danny, de 15 anos, nunca tomou vacina alguma e hoje trava uma luta para conseguir se imunizar, apesar da vontade do seus pais anti-vacina

Que pais anti-vacina são um problema para a sociedade, já sabemos. Mas eles também são um problema para os próprios filhos.

Em especial para Danny, de 15 anos, que jamais tomou vacinas justamente por causa dos seus pais anti-vacina.

Pais anti-vacina e a desinformação

Pais como os de Danny, que são pais anti-vacina, geralmente são pessoas mal informadas e que acreditam em boatos de internet ou, ainda, que não entendem como vacinas funcionam e sequer foram atrás de entender como, ao longo dos tempos, elas agiram para erradicar doenças.

O caso de Danny

Danny, que mora nos EUA, procurou ajuda através de fóruns da internet, pedindo dicas de como convencer os pais sobre a importância da vacinação ou, então, dicas de como se vacinar sem o consentimento deles.


“Estou escrevendo porque tenho 15 anos e sou filho de uma pessoa que não acredita em vacinação. Eu passei os últimos quatro anos tentando convencer minha mãe de que as vacinas são seguras e não consegui. Então, em vez disso, estou tentando pesquisar como ser vacinado sem o consentimento dela”, escreveu o adolescente em uma discussão do fórum Reddit. E esta não foi a primeira publicação de Danny sobre o assunto. (Fonte: Revista Crescer)

Como nos EUA só é permitido ir a uma consulta sem os pais a partir dos 16 anos, Danny ainda não teria autonomia sobre si para se opor a vontade de seus pais.

Outros relatos sobre pais anti-vacina

Com a repercussão do caso de Danny, outros jovens acabaram relatando sua situação de convivência com pais anti-vacina, o que inclui mentiras, histórias mal-contadas e até relatos de pais que “substituíram” por conta própria a vacinação por homeopatia, por exemplo.

“Minha mãe me disse que me ‘vacinou’ contra a coqueluche com homeopatia. Eu fiquei horrorizada e perguntei ao meu pai. Ele disse que me levou (junto com os meus irmãos) para vacinar sem dizer a ela”, tweetou uma internauta do Reino Unido. (Fonte: Revista Crescer)

No Brasil, não vacinar é crime

No Brasil, vacinar os filhos é obrigatório e garantido pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Se porventura pais anti-vacina não imunizam seus filhos nas campanhas regulares e gratuitas do calendário oficial de vacinas, eles poderão responder criminalmente por exposição a doenças graves.

2018 foi o pior ano em imunização dos últimos 16 anos e, como resultado, pudemos ver a volta de doenças que já estavam erradicadas no Brasil, como sarampo e paralisia infantil.

A ignorância forma pais anti-vacina

Não existe outra definição: pais anti-vacina são ignorantes!

São pessoas que misturam sua percepção de risco (já que há anos temos doenças erradicadas JUSTAMENTE POR CONTA DAS VACINAS) com boatos e ideias estapafúrdias e, claro, um toque de preguiça de gerenciar as vacinas dos filhos e pronto: temos pais anti-vacina.

Infelizmente, quem paga o preço mais alto pela ignorância dos pais anti-vacina, são os filhos deles e a sociedade.

Denuncie!

Se você tem conhecimento de casos em que pais deixaram de vacinar os filhos, denuncie!

Não permita que estas crianças fiquem sem a proteção que merecem e tem direito.

Não precisa nem ao menos se identificar. Apenas ligue para o conselho tutelar da sua cidade e informe os dados dos pais e das crianças para que estes sejam averiguados e, se preciso for, sejam devidamente punidos, além dos filhos imunizados, claro!

Não vacinar, além de crime, é falta de amor pelos filhos. Quem ama, vacina!

Dica: carteirinha de vacinação e cartão do SUS no celular

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.